Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/atmg/www/wp-includes/post-template.php on line 284

14 dúvidas comuns sobre Energia Solar

1- Como acontece a instalação

O primeiro passo é ter um projeto feito por uma empresa especializada. Nessa etapa, informações como o consumo, o espaço físico (inclinação do telhado e possíveis sombreamentos) e orientação geográfica da residência são levadas em consideração para definir de que forma o sistema deve ser projetado e a quantidade de módulos para a geração necessária de energia. A partir daí, é instalado o “kit” solar, que contém: placas solares, inversor, string box, estruturas de fixação, cabos e conectores. A concessionária de energia precisa fazer uma vistoria e realizar a troca do medidor unidirecional para bidirecional, para que registre tanto a energia injetada quanto a recebida pela rede. Com o sistema conectado à rede local, então já começa a gerar.

2 – E quanto à manutenção?

A correta instalação pode reduzir bastante a necessidade e a frequência de manutenção do sistema. A escolha adequada do local e do modo de instalação devem privilegiar o escoamento perfeito da água da chuva, permitindo a limpeza natural dos módulos fotovoltaicos. Apesar disso, é recomendável que um profissional faça a manutenção adequada do sistema. A manutenção preventiva se resume a uma boa limpeza periódica dos painéis solares e tem o objetivo de reduzir o risco de avarias no sistema. O acúmulo de resíduos ao longo do tempo pode ocasionar manchas nas placas solares, favorecer o surgimento de fungos e causar corrosão nos painéis, reduzindo sua vida útil, que normalmente varia entre 20 e 25 anos. Em nenhuma hipótese o usuário deve subir no telhado e desmontar o sistema por conta própria.

3- O que define o tamanho do sistema?

O dimensionamento do sistema depende de alguns fatores. Os principais consistem na disponibilidade física do local e o consumo. Uma conta de energia é capaz de basear os cálculos de quanta energia é preciso produzir para suprir o consumo da residência. Posteriormente, é preciso avaliar quantos módulos cabem no local de instalação. No caso da necessidade de geração ser maior que o número que placas possíveis, há como optar pelo sistema remoto, quando a energia pode ser “alugada” de uma usina.

4- Com energia solar ainda dependo da rede convencional?

É possível não depender da rede convencional através de sistemas off-grid, em que toda produção de energia é utilizada na propriedade. Nesse caso, o uso de baterias se faz necessário, pois a energia solar não é produzida durante a noite ou em dias de chuva, e é preciso guardar o excedente.

5- Se a produção de energia for maior que consumo, o que acontece?

Todo excedente vira crédito, que se acumula para ser utilizado quando o sistema estiver gerando menos que o necessário. Vale lembrar que esse crédito tem prazo de validade. O autoconsumo remoto é outra possibilidade para quem produz mais energia do que consome, podendo usar o excedente em outras propriedades de mesma titularidade, desde que tenham uma mesma distribuidora.

6- É possível zerar a conta de luz?

No Brasil não é possível zerar a conta de luz, pois existe um Custo de Disponibilidade, que corresponde a um valor mínimo a ser pago pelos consumidores, de acordo com o tipo de ligação elétrica que se tem. No caso de residências, em redes monofásicas o valor em moeda corrente equivale a 30 kWh, em redes bifásicas 50kWh e em redes trifásicas 100 kWh.

7- É possível monitorar a produção de energia solar?

Sim, por meio de um inversor fotovoltaico que possa ser conectado à Internet. Dessa forma, é possível acompanhar a produção em tempo real, inclusive por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

8- O sistema fotovoltaico, uma vez instalado, dura para sempre?

Essa é uma das principais dúvidas sobre energia solar. Se os equipamentos forem de qualidades e bem cuidados, podem durar 25 anos ou até mais, chegando a 50 anos. Após esse período, o sistema continua funcionando, mas reduzindo a eficiência com o tempo. Em geral, perde-se 20% de eficiência em 25 anos.

9- Como é feita a manutenção do sistema? É preciso chamar um técnico?

Se você tem dúvidas sobre a manutenção, saiba que ela é muito simples e você mesmo pode fazê-la. Basta limpar os painéis solares quando necessário com água e um pano, geralmente uma vez ao ano, ou sempre que a placa ficar muito suja por conta de longos períodos sem chuva.

10- O sistema fotovoltaico produz energia solar durante a noite?

Não, pois precisa da irradiação solar para a energia ser produzida. A produção, portanto, é feita durante o dia, mesmo quando estiver nublado.

11- Investir em energia solar em casa, empresa ou propriedade rural significa zerar a conta de energia?

O que você pode zerar é o consumo da energia da distribuidora, mas como você permanecerá conectada a ela, a empresa lhe cobrará um valor mínimo, além da taxa de iluminação pública. De qualquer forma, se você tem dúvidas sobre a economia, ela pode chegar a até 95% na conta.

12- É possível vender o excedente de energia para a concessionária da região?

Não. O excedente se transforma em créditos em quilowatt-hora para ser utilizado em até 60 meses, conforme a Resolução Normativa 687/2015  da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

13- Quem mora em um prédio pode instalar o sistema fotovoltaico.

Sim, desde que a pessoa seja o proprietário da cobertura ou que o condomínio tenha uma área no topo do prédio suficiente para a instalação das placas para o uso comum. Sempre verifique as regras do condomínio antes da aquisição.

14. Se acabar a energia na rua, o sistema fotovoltaico continuará funcionando?

Depende. Se você tiver um no-break com baterias para o armazenamento de energia, ela continuará funcionando. Caso contrário, se o sistema estiver conectado à rede e você não utilizar bateria, você ficará sem energia como nos demais locais.

Esperamos que você tenha esclarecido algumas das suas dúvidas a respeito da energia solar. Comece agora mesmo a planejar a produção da energia em sua residência, empresa e propriedade rural!

 

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.